domingo, 8 de julho de 2012

Foi só por ti (Larissa Rocha)


Foi só por ti que derramei
Lágrima quente em noite fria
Mágoa em forma de versos, sofri tanto
Por um amor que só eu sentia.

 Jogaste o tempo todo com meu coração
Tal e qual a tua vontade
E é porque o amor não prende
Que te deixo ir e abraço a saudade

 Mas saiba... Foi por ti apenas
Que amorosa lira eu escrevia,
Tudo por tuas carícias pequenas.

 Então vai... Não há mais volta
Não te prenderei  como queria
Em vez disso meu amor te solta!

Um comentário:

Não tenho ambições nem desejos.
Ser poeta não é uma ambição minha,
É minha maneira de estar sozinho.
(Fernando Pessoa)