segunda-feira, 16 de julho de 2012

She walks in beauty (Byron)

Geralmente eu posto aqui no blog poemas em língua portuguesa, porém gosto muito de Lord Byron e este é um daqueles dias em que estou com vontade de ler um autor específico, então resolvi postar este poema chamado Ela caminha na beleza, onde ele basicamente descreve a mulher amada de forma romântica e idealizadora.


She walks in beauty, like the night
Of cloudless climes and starry skies;
And all that's best of dark and bright
Meet in her aspect and her eyes:
Thus mellow'd to that tender light
Which heaven to gaudy day denies.

One shade more, one ray less,
Had half impair'd the nameless grace
Which waves in every raven tress,
Or softly lightens o'er her face;
Where thoughts serenely sweet express
How pure, how dear their dwelling place.

And on that cheek, and o'er that brow
So soft, so calm, yet eloquent,
The smiles that win, the tints that glow,
But tell of days in goodness spent,
A mind at peace with all below,
A heart whose love is innocent!

Um comentário:

Não tenho ambições nem desejos.
Ser poeta não é uma ambição minha,
É minha maneira de estar sozinho.
(Fernando Pessoa)