quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Versos do dia




















Poema: Flor de Ventura
Autor: Almeida Garrett

"Morrer de amor é uma beleza.
abandoná-lo é solidão" (Nando Reis)

Um comentário:

  1. ANSEIOS

    Se alguém não lhe oferecer abrigo
    Eu lhe darei meu coração.
    Quando você chorar
    Estarei ao teu lado para secar suas lágrimas
    Se o sol não brilhar o seu dia
    Te darei meu sorriso.

    Quando as estrelas surgirem no seu firmamento
    Eu lhe darei meu infinito
    Se faltar-lhe um abraço
    Eu te darei meu afeto
    Quando a fonte da paixão secar, eu lhe darei o mar.

    Sua amizade me basta
    Seu carinho procuro
    Seu amor eu anseio
    Sua paixão eu desejo.

    Você é meu caminho, meu atalho e minha estrada
    Sem você meus sentidos me negam
    Minha alma me trai
    Meus sentimentos se perdem...

    Seu coração é nossa aliança
    Seus lábios, minha esperança...
    A esperança de sentir o gosto do seu mel,
    Do seu corpo
    Do seu prazer.

    *( Agamenon Troyan)

    SKYPE: tarokid18

    ResponderExcluir

Não tenho ambições nem desejos.
Ser poeta não é uma ambição minha,
É minha maneira de estar sozinho.
(Fernando Pessoa)