sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Se eu morresse amanhã (Álvares de Azevedo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não tenho ambições nem desejos.
Ser poeta não é uma ambição minha,
É minha maneira de estar sozinho.
(Fernando Pessoa)