quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A falta que tu fazes (Larissa Rocha)

 
 
Vê, meu amor que o tempo,
Ele passa e te rouba de mim,
Que tua ausência tem arrebentado
As cordas da minha lira,
Tudo em mim perece
Pela falta que tu fazes.
E vida já não tenho
Senão a que tenho em ti.
E morrer já não posso
A menos que seja por ti!

http://www.astormentas.com/PT/par/poemas/Larissa%20Rocha





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não tenho ambições nem desejos.
Ser poeta não é uma ambição minha,
É minha maneira de estar sozinho.
(Fernando Pessoa)