segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O fim



Meu amado tem o sorriso casto

e a face de neve que só toquei em sonho

Ele é o anjo que veio e esvaiu-se

deixando-me aqui com o olhar tristonho.


Ah! e tantas vezes pensei em roubar-lhe um beijo

mas não ousei sequer tomar-lhe pela mão

pude apenas ao vê-lo tremer enamorada

e admirá-lo suspirando de paixão.


Anjo de Amor, foste meu desejo mais divino

todo esse amor cândido e puro que te votei

chegou ao fim...minha insana ilusão!

agora sofro porque tanto te amei.


(Larissa Rocha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não tenho ambições nem desejos.
Ser poeta não é uma ambição minha,
É minha maneira de estar sozinho.
(Fernando Pessoa)